manuel sá

blog

arquitetura, fotografia e cultura

nós somos os robôs

Na conversa mais recente que tive no uber, o motorista é graduado em administração e ficou desempregado quando a empresa de telefonia que ele trabalhava começou a investir em tecnologia e seu trabalho foi automatizado por um computador. O plano dele agora? Trabalhar com farmácia, a indústria que mais cresce devido ao número de pessoas estressadas e deprimidas que perderam seus empregos. Parece uma música do Radiohead, não?

E dai? A questão é que a automatização é uma onda que continuará batendo forte nas profissões, inclusive na nossa queridinha arquitetura e por estarmos tão desconectados do vale do silício e do que estão fazendo por lá, a porrada vai ser imensa.

Manuel SáComment